fbpx

Cuidado! Estes 20 medicamentos fazem com que a pessoa perca a memória rapidamente

A maioria das pessoas consomem medicamentos sem saber os malefícios que eles podem causar. Para você ter ideia, por ano, as drogas lícitas são responsáveis por mais de 100.000 mortes. E o problema não para por aqui. Pelo menos 1,5 milhão de pessoas, anualmente, sofrem sequelas horríveis, como a perda de memória.

Por isso se você está consumindo algum remédio prescrito por seu médico, leia esta matéria e veja se ele está na lista dos que mais causam problemas cognitivos. Para iniciar, entenda o que acontece para que os medicamentos sejam prejudiciais:

1. Os medicamentos “anti” alguma coisa 

Nestes, estão inclusos: anti-histamínicos, antidepressivos, antipsicóticos, antibióticos, antiespasmódicos e anti-hipertensivos. Eles afetam os níveis de acetilcolina , que é o principal neurotransmissor envolvido na aprendizagem e memória.

Isso significa que quando o nível de “acetilcolina” ficar baixo, desenvolve-se sintomas semelhantes à demência, confusão mental, delírio, visão turva, perda de memória e até alucinações.

2. Pílulas para dormir

Elas são horríveis para a memória e causam um problema conhecido como “amnésia de drogas”. Há pessoas que, enquanto estão sob esta medicação, sofrem com alucinações e sonambulismo durante a noite.

Essas pílulas deixam qualquer um em estado de sonolência, muito parecido com a situação dos bêbados ou dos pacientes em coma – o cérebro simplesmente fica dopado.

3. Estatinas

É verdade que elas são excelentes para reduzir colesterol, mas também são as piores drogas para o cérebro. Isso acontece porque 1/4 do nosso cérebro é formado por colesterol, que é justamente responsável para a memória, aprendizagem e raciocínio rápido.

Agora veja a lista de 20 medicamentos que devem ser evitados, se você quer preservar sua memória:

  • Remédios para mal de Parkinson: escopolamina, atropina e glicopirrolato
  • Remédios para epilepsia: Dilantin fenitoína
  • Analgésicos: heroína, morfina, codeína
  • Pílulas para dormir: Ambien, Lunesta, Sonata
  • Benzodiazepínicos Valium, Xanax, Ativan, Dalmane
  • Quinidina
  • Naproxeno
  • Esteroides
  • Antibióticos (quinolonas)
  • Anti-histamínicos
  • Interferon
  • Medicamentos de hipertensão
  • Insulina
  • Betabloqueadores (especificamente aqueles utilizados para o glaucoma)
  • Metildopa
  • Antipsicótico: Haldol, Mellaril
  • TCAs
  • Lítio
  • Barbitúricos: Amytal, Nembutal, Seconal, Fenobarbital
  • Medicamentos para o tratamento de quimioterapia

Se você consome uma dessas drogas, deve estar se perguntando o que pode fazer para evitar os problemas cognitivos. Aconselhamos observar se o medicamento está causando algum tipo de efeito colateral em seu cérebro. Caso isso realmente esteja acontecendo, procure seu médico e informe. Peça a prescrição de outros medicamentos, algo mais leve e natural.

Esperamos que esta informação tenha sido muito útil. Compartilhe este artigo com seus amigos. Se você deseja que seus contatos também se beneficiem, compartilhe essas informações com os seus contatos, amigos e familiares.

Nota Importante:

As informações disponibilizadas neste site devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.

Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. Este blog tem a finalidade de lhe ajudar, mas não substituir o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.

%d blogueiros gostam disto: